FitBank
maio 10, 2022 Matéria 0 Comment


Um futuro sem contato

Já parou para pensar em como o universo financeiro mudou nas últimas décadas? Com isso, muito do que se esperava do futuro já está aqui: Pix, QR Code, link direto, pagamentos por aproximação, entre outros, e o FitBank te mostra como essas novas funções e meios de pagamento vieram para revolucionar o mercado. 

Continue lendo, nós vamos te mostrar um futuro sem contato!

Há muitos anos, a tecnologia e a inovação vêm transformando o modo como utilizamos o sistema bancário e funções de cobrança e pagamento. Especialmente, desde o boom da internet nos anos 1990, a forma como enxergamos e utilizamos as funcionalidades dos bancos têm se tornado cada vez mais simples e mais acessíveis.

Antigamente, nem mesmo o cartão de crédito era considerado um item de tão fácil acesso, hoje, o uso dessa forma de pagamento já é muito mais difundido – e, até mesmo, sem ter a necessidade de intermediação de um banco, apenas com o auxílio de uma fintech – além disso, o futuro dos pagamentos chegou, inclusive, para as transações entre pessoas físicas e para pessoas jurídicas também!

Além dessa facilidade de acesso a meios de pagamento sem a necessidade de uma intervenção de bancos convencionais, o futuro da cobrança e pagamento já está entre nós e, cada uma dessas novas formas, veio para revolucionar ainda mais esse universo.

Digitalização dos pagamentos

A pandemia de COVID-19 teve grande impacto no brasileiro como consumidor. As compras on-line viraram parte da rotina de compras – especialmente em mercados, farmácias e restaurantes.

Os pequenos negócios e o comércio independente cresceram muito durante esse período e, uma vez que as negociações aconteciam primordialmente à distância, a digitalização dos pagamentos contribuiu fortemente para a estabilização desse futuro sem contato.

Entretanto, mesmo em 2021, com a retomada das atividades presenciais e da movimentação das pessoas que cresceram à medida do avanço da vacinação, os métodos digitais de pagamento ainda são os grandes protagonistas das transações entre pessoas físicas e jurídicas.

Pagamentos por aproximação

O método que cresceu mais de 400% no Brasil em 2020 foi a de pagamento por aproximação. Seja com cartões ou pelo celular, essa modalidade trouxe muita facilidade e uma segurança para o “novo normal”: a não necessidade de encostar nas máquinas de cartão na maior parte das vezes.

Esse tipo de serviço só é possível graças à tokenização – que é um processo que transforma ativos, bens ou produtos do mundo real em um ativo digital, ou seja, não tem a necessidade de uma moeda real – usando-se de criptografia e moedas digitais.

Na cidade de São Paulo, um uso muito interessante que se tem nos dias de hoje é o pagamento de passagens do transporte público por aproximação. É possível realizar as compras de crédito pelo aplicativo e, com o scanner da catraca, ler o código no celular e pronto.

QR Codes e links de pagamento

Outros meios de pagamento parte do “futuro sem contato” são QR Code e os links diretos para pagamento, que apresentaram mais de 40% de crescimento em seu uso nos últimos tempos. Ambos também se tornaram parte fundamental da rotina de vendas, uma vez que é a forma mais rápida e fácil de se enviar cobranças e também de se realizar pagamentos.

Pix

O Pix é um meio de pagamento eletrônico instantâneo que foi criado pelo Banco Central do Brasil e, hoje, está disponível tanto para pessoas físicas quanto jurídicas. Ele foi estabelecido há pouco mais de um ano e já contabiliza mais de 300 milhões de chaves ativas e mais de R$ 1.5 bi transacionados desde sua criação.

O futuro, ainda mais promissor, aposta no “Pix Garantido” – que será um método de parcelamento através do sistema, além das transações off-line e as internacionais.

O que será do dinheiro físico?

Com tantas novas formas de pagar e receber, seja em lojas físicas ou virtuais, nos transportes públicos ou em transações entre pessoas físicas ou jurídicas, o futuro sem contato ainda promete muito. No Brasil, já existe uma proposta para a extinção do papel-moeda e a estabilização de transações financeiras apenas por meio digital. Estima-se que a circulação de notas com valores acima de R$ 50 estará proibida a partir da aprovação da futura lei.

Se este for realmente o fim do dinheiro físico, é imprescindível que todos estejam preparados para esse futuro sem contato.

Pensando nisso, o FitBank oferece soluções para a sua empresa e seus clientes, garantindo, assim, transações rápidas e seguras nesse cenário do futuro para você e seus clientes.

Quer saber o que podemos fazer para ajudar a sua empresa? Entre em contato com nossos consultores.